Diferenças

Esta página mostra as diferenças entre a revisão do documento que escolheu e a versão actual.


Ligação para esta vista de comparação

Ambos os lados da revisão anterior Revisão anterior
Última revisão Ambos os lados da próxima revisão
sr:elearning [2016/10/10 15:48]
jvalbom
sr:elearning [2016/10/10 15:50]
jvalbom
Linha 4: Linha 4:
  
 O conceito do Moodle (Modular Object‐Oriented Dynamic Learning Environment) foi criado em 2001 por Martin Dougiamas, o conceito tem como objetivo principal a criação de comunidades on‐line, de forma a desenvolver ambientes de aprendizagem colaborativa. O conceito do Moodle (Modular Object‐Oriented Dynamic Learning Environment) foi criado em 2001 por Martin Dougiamas, o conceito tem como objetivo principal a criação de comunidades on‐line, de forma a desenvolver ambientes de aprendizagem colaborativa.
 +
 O Moodle facilita a comunicação entre os intervenientes da comunidade escolar através da comunicação síncrona, ou seja, em tempo-real, com a disponibilização do chat e de salas de discussão relacionadas com disciplinas,​ temas, etc. Permite, igualmente, uma comunicação assíncrona,​ através da utilização do e-mail e dos “fórum de discussão”. Compreende também a facilidade de gestão de conteúdos através da publicação,​ por parte dos docentes, de qualquer tipo de ficheiro, conteúdos esses que ficam disponíveis para serem consultados pelos alunos. O Moodle possui igualmente ferramentas que permitem a criação de processos de avaliação dos alunos. O Moodle facilita a comunicação entre os intervenientes da comunidade escolar através da comunicação síncrona, ou seja, em tempo-real, com a disponibilização do chat e de salas de discussão relacionadas com disciplinas,​ temas, etc. Permite, igualmente, uma comunicação assíncrona,​ através da utilização do e-mail e dos “fórum de discussão”. Compreende também a facilidade de gestão de conteúdos através da publicação,​ por parte dos docentes, de qualquer tipo de ficheiro, conteúdos esses que ficam disponíveis para serem consultados pelos alunos. O Moodle possui igualmente ferramentas que permitem a criação de processos de avaliação dos alunos.
 +
 Baseado numa filosofia construtivista,​ o desenvolvimento do Moodle é sustentado pela premissa de que as pessoas constroem o conhecimento mais ativamente quando interagem com o ambiente. O aluno passa de uma atitude passiva de recetor de conhecimento para uma atitude ativa na construção conjunta de saberes. O ambiente Moodle procura ainda criar uma espaço de “aula virtual”, onde os vários intervenientes podem partilhar diversos materiais e objetos de/para estudo num ambiente comunitário. Baseado numa filosofia construtivista,​ o desenvolvimento do Moodle é sustentado pela premissa de que as pessoas constroem o conhecimento mais ativamente quando interagem com o ambiente. O aluno passa de uma atitude passiva de recetor de conhecimento para uma atitude ativa na construção conjunta de saberes. O ambiente Moodle procura ainda criar uma espaço de “aula virtual”, onde os vários intervenientes podem partilhar diversos materiais e objetos de/para estudo num ambiente comunitário.
 +
 O professor tem um papel essencial como produtor de conteúdos, monitor e moderador das atividades, de forma a conduzir os alunos para as metas de aprendizagem definidas. O professor tem um papel essencial como produtor de conteúdos, monitor e moderador das atividades, de forma a conduzir os alunos para as metas de aprendizagem definidas.
 +
 O Moodle é, portanto, uma plataforma web que permite a gestão e distribuição de conteúdos on-line e objetivo primordial é que cada docente possa disponibilizar os conteúdos referentes às suas disciplinas (UNIDADES CURRICULARES). O Moodle é, portanto, uma plataforma web que permite a gestão e distribuição de conteúdos on-line e objetivo primordial é que cada docente possa disponibilizar os conteúdos referentes às suas disciplinas (UNIDADES CURRICULARES).
 A opção de disponibilizar os conteúdos da unidade curricular on-line, por si só, já é um fator relevante, desta forma, o docente não necessita de criar uma página pessoal (web-page), com as dificuldades técnicas inerentes, se o objetivo for somente a distribuição de conteúdos. O Moodle oferece uma forma muito simples de o fazer! A opção de disponibilizar os conteúdos da unidade curricular on-line, por si só, já é um fator relevante, desta forma, o docente não necessita de criar uma página pessoal (web-page), com as dificuldades técnicas inerentes, se o objetivo for somente a distribuição de conteúdos. O Moodle oferece uma forma muito simples de o fazer!
 +
 A plataforma Moodle é simples de utilizar e possui um ambiente muito amigável. De qualquer forma, vão ser feitas várias ações de formação para os docentes, no sentido de os ajudar a utilizar convenientemente os recursos disponíveis,​ bem como, gerir os conteúdos on-line e facilitar a comunicação com os alunos. A plataforma Moodle é simples de utilizar e possui um ambiente muito amigável. De qualquer forma, vão ser feitas várias ações de formação para os docentes, no sentido de os ajudar a utilizar convenientemente os recursos disponíveis,​ bem como, gerir os conteúdos on-line e facilitar a comunicação com os alunos.
  
 +http://​moodle.ipg.pt ​
  
 O acesso à plataforma é através do nome do utilizador: n.º de aluno (xxxxxxx) e Palavra-chave:​ número do Bilhete de Identidade para alunos com matriculas anterior a 2014/2015, no caso do alunos ter ingressado no IPG a partir do ano letivo 2014/2015 a palavra passe é a fornecida pelos serviços académicos. O acesso à plataforma é através do nome do utilizador: n.º de aluno (xxxxxxx) e Palavra-chave:​ número do Bilhete de Identidade para alunos com matriculas anterior a 2014/2015, no caso do alunos ter ingressado no IPG a partir do ano letivo 2014/2015 a palavra passe é a fornecida pelos serviços académicos.
-Ainda assim, os alunos que não consigam aceder à plataforma e/ou tenham dúvidas com o seu funcionamento devem contactar os serviços do Data Center e dirigir-se ao Técnico Superior, Carlos Fonseca, através do e-mail ​(car_fonseca@ipg.pt) ​ou ext. 158.+Ainda assim, os alunos que não consigam aceder à plataforma e/ou tenham dúvidas com o seu funcionamento devem contactar os serviços do Centro de Informática(ci@ipg.pt). 
  
-Note-se que deve o aluno consultar com regularidade a plataforma de e-learning, pelo menos duas vezes por semana, para estar informado de avisos importantes,​ tais como alterações de aulas, colocação de novos conteúdos, acompanhamento de sumários, entre outras. 
  
  
Recent changes RSS feed Driven by DokuWiki html2fpdf enhanced